Título: Jovens de elite (Vol. 1 da trilogia Jovens de elite)
Autora:
Marie Lu

Ano: 2016 / Páginas: 304
Editora: Rocco Jovens Leitores
Gênero: Fantasia

Skoob: Adicione
Adquira o seu: Amazon | Saraiva | Submarino | Americanas

 

SINOPSE: Jovens de Elite é o primeiro de uma série de fantasia ambientada na era medieval e protagonizada por jovens que desenvolvem estranhas cicatrizes e poderes especiais ao sobreviverem a uma febre que dizimou boa parte da humanidade. Entre eles está Adelina, que, após se rebelar contra o destino imposto a ela por seu pai, encontra um novo lar na sociedade secreta Jovens de Elite, vista por alguns como um grupo de heróis, por outros como seres com poderes demoníacos. Heroína ou vilã? Num mundo perigoso no qual magia e política se chocam, Adelina descobre o lado sombrio de seu coração. Da mesma autora da aclamada trilogia Legend, Marie Lu, Jovens de Elite é o início de uma saga arrebatadora. Perfeita para fãs de histórias de fantasia medieval como Game of Thrones, com vilões dignos de Star Wars e X-Men.

 

O livro se inicia com Adelina, uma jovem de 16 anos, contando que irá morrer queimada em uma praça pública no dia seguinte. Então, recebemos a explicação sobre Malfettos, que são um grupo raro de pessoas que escapou da febre de sangue, com cicatrizes e habilidades especiais. Habilidades raras que não são deste mundo. Eles são perseguidos e vivem à margem da sociedade de Kenettra. Foram rejeitados pelo governo e, desde então, a inquisição sai em busca deles, procurando eliminá-los.

A família de Adelina, passou por esta febre: a mãe faleceu, Violetta (a irmã) saiu intacta, enquanto Adelina sobreviveu mas carrega uma cicatriz no lugar de um dos olhos, o que a torna uma malfetto e ‘desonra’ sua família perante à sociedade. Desde a doença, o pai de Adelina aumentou a indiferença que sentia e passou a preferir Violetta descaradamente. Sentindo a rejeição crescer cada vez mais, nossa protagonista passou a cultivar o ódio dentro de si. 

Os dons que a febre lhe deixou não são tão pouco confiáveis quanto pode parecer. Há um ritmo e uma ciência para controlar seu poder. Há lógica por trás do caos. Se quiser, pode aprender a controlá-lo. E será bem recompensada por isso.

Seu pai planeja se livrar dela e conseguir algum dinheiro, casando-a. Para não se submeter a isso, Adelina tenta fugir, porém é interceptada por ele. Sob pressão, sombras fantasmagóricas surgem e matam seu genitor, sem que ela saibam de onde surgiram e o que são. Será que é apenas uma visão? É uma habilidade? Confusa e sem saber o que fazer, Adelina acaba sendo presa e, por isso, será queimada viva para servir de exemplo para todos os malfettos.

Na hora de sua execução, contudo, as sombras aparecem novamente e Adelina é resgatada por um jovem poderoso chamado Enzo, mais conhecido como ‘O Ceifador’, o líder dos jovens de elite.

Os jovens de elite são um grupo composto de malfettos, rejeitados pelo governo e perseguidos por Teren, o Inquisidor. Os jovens de elite tem o objetivo de tomar o governo, custe o que custar.

Para sobreviver tenho que entrar nesse jogo. E preciso jogá-lo bem.”

Então, Enzo lhe faz uma proposta: oferece a ela treinamento, segurança, comida, conforto… um lar. Adelina aceita se tornar uma jovem de elite, pois quer entender como funciona o seu poder. E mais: fará parte de algo, será incluída, nunca mais seria rejeitada. 

Durante o livro, vamos tendo flashbacks de quando Adelina e Violetta eram mais novas. Vamos acompanhando a relação delas, e como o pai de Adelina a maltratava. Vamos conhecendo mais dos 6 malfettos, criando afeição por eles, descobrindo segredos e entendendo as habilidades. Os jovens de elite querem derrubar o governo tirano, pois foram excluídos e machucados; querem trair, pois foram traídos. São anti-heróis e nós gostamos deles. Cada um tem sua história e uma personalidade marcante, fácil de se identificar.

Aqui há um pouco de tudo. Há romance, mas é bem sutil. O foco mesmo é em todo o jogo de interesses, na Adelina, no governo contra os jovens de elite, na vingança e na sede pelo poder. O líder dos inquisidores é o personagem do tipo: ou ama ou odeia, achei um personagem complexo. 

A paixão é brilhante e quente… mas também tem um lado sombrio. Ela se liga ao medo. Nossos corações se enchem de pavor à ideia de ver aqueles que amamos sendo feridos, não é? Não se pode amar sem ter medo. Os dois coexistem

Adelina é uma protagonista diferente, ela possui um forte desejo de vingança e uma tendência para o mal; ela não é a mocinha aqui, é a vilã. Com tantos sentimentos ruins dentro de si, como tristeza, medo, caos, ódio, confusão e insegurança, não sabemos qual será seu próximo passo e o que ela é capaz de fazer. Mas acredite: ela não hesita diante do perigo, faz o que tem que fazer, sem arrependimentos posteriores. Ela aceita sua personalidade sombria.

Apesar de tudo que seu pai lhe fez, ela é muito forte, determinada, destemida e esperta. No entanto, me senti diferente várias vezes em relação à ela, pois possui um lado egoísta e violento. Acho que ela ainda vai amadurecer bastante nos próximos livros.

Cada uma das memórias dela está entrelaçada em escuridão. É uma infecção em sua mente. Há algo muito errado com ela. Ela deveria ter se manifestado antes, quando criança, mas só agora ela começou a encontrar seu poder. Ele se acumulou dentro dela, e essa energia me parece anormal de um jeito que me incomoda. Ela ainda não sabe disso, mas ela está ávida, sedenta, para usá-la.

Enzo e Rafaelle são personagens que eu gostei bastante, me apeguei a ambos. Enzo é um personagem forte e determinado, está decidido a conquistar a coroa. Rafaelle é o melhor amigo de Enzo, contudo, é bem diferente dele. Não dá pra comentar muito dos dois, sem dar spoiler, então deixo por isso mesmo.

O livro é super bem escrito e possui uma narrativa fácil e envolvente. É narrado em terceira pessoa do ponto de vista de Adelina e outros dois personagens, o que nos dá uma boa perspectiva sobre tudo que está acontecendo. Cheio de ação, aventura, mistério e um pouco de romance, embarquei nesta leitura e não consegui largar. Os personagens foram bem construídos (mas senti falta de aprofundamento em alguns secundários), mas a história possui diversas reviravoltas, não dá pra criar teorias, pois são todas derrubadas. A tensão está presente no livro todo e o final é imprevisível! Ansiosa para a continuação, vale muito a pena! 

Alguns nos odeia, pensam que somos fora da lei a serem pendurados na forca. Alguns nos temem, pensam que somos demônios a serem queimados na Fogueira. Alguns nos Adoram, pensam que somos filhos dos deuses Mas todos nos conhecem

Enfim, só tenho a recomendar esta história, especialmente para fãs de fantasia/distopia!


CAPAS DA TRILOGIA:

 

 

 


AVALIAÇÃO: 4.5/5 + FAVORITO